quarta-feira, 23 de março de 2016

Exposição ao calor - Conceitos


O ser humano dispõe de mecanismos reguladores eficazes porque precisa manter a  temperatura interna do seu corpo praticamente constante, entre 36°C e 38°C, mesmo em condições ambientais muito agressivas.

Para evitar que o calor recebido do ambiente e o produzido internamente devido a atividade física realizada desestabilizem a temperatura corporal, o organismo utiliza processos físicos e fisiológicos para dissipar o excesso de calor.

Os mecanismos físicos são os seguintes:

·            Radiação: é a troca de calor que se produz através de ondas eletromagnéticas entre corpos com diferentes temperaturas. A perda ou ganho de calor por radiação depende da temperatura superficial dos corpos.
·            Condução: é a troca de calor que acontece entre corpos em contato. A perda ou ganho de calor por condução depende da temperatura dos corpos.
·            Convecção: é a troca térmica entre a pele e o ar que a rodeia. A perda ou ganho de calor por convecção depende da temperatura e da velocidade do ar.
·            Evaporação: a evaporação do suor é o único dos mecanismos que só implica em perda de calor, essa perda depende da umidade e da velocidade do ar.

No calor o aumento da produção de suor e do fluxo sanguíneo superficial, e diminuição da atividade física (moleza).
Os efeitos mais importantes da exposição a ambientes quentes são: choque térmico, desmaios, câimbras e desidratação.



Postar um comentário