quarta-feira, 17 de junho de 2009

ROUPAS DE PROTEÇÃO CONTRA FOGO

As roupas de verão, feitas de material sintético, são preferidas pelas pessoas que precisam trabalhar perto de fontes de calor ou sob o sol.

Porém, o conforto não compensa o maior risco a que estão sujeitas.

Às pessoas envolvidas em combate a incêndio aconselha-se não usar roupas que não podem ser passadas a ferro porque podem derreter sob extremo calor.

Esses materiais, sob calor intenso, podem fundir numa massa incandescente, grudando na pele e provocando sérias queimaduras.

Mesmo os materiais sintéticos tratados com retardantes de chamas serão fundidos e derretidos se expostos a calor intenso ou a chama.

Os sintéticos para o inverno também são suspeitos e os testes de materiais de isolamento térmico usados em jaquetas e camisetas mostraram que tendem a derreter sob calor extremo.

Os pesquisadores descobriram que a espuma de borracha e almofadas feitas de fibras de polipropileno pegam fogo e se queimam após aquecimento artificial num secador de roupas.

Todos os tecidos podem queimar, naturalmente, se houver as condições adequadas.

O grau de inflamabilidade depende do peso das fibras e do tipo de tecido, sua superfície e desenho ou estilo da roupa.

Eis aqui alguns pontos importantes que devem ser lembrados na escolha de roupas apropriadas para o trabalho perto de calor ou chama:
  1. Tecidos pesados de lã prensada pegam fogo mais lentamente
    do que tecidos leves feitos de lã não prensada.
  2. Tecidos que têm superfície lisa e maior densidade são menos
    prováveis de queimar do que outros tecidos.
  3. O vestuário justo no corpo é mais seguro perto de calor ou
    chama do que roupas frouxas.

Dentre as fibras básicas, a lã prensada é comparativamente mais resistente a chamas.

Ela pega fogo, mas queimase lentamente e o fogo geralmente se apaga quando a fonte de calor for removida.

Se a lã for combinada com outro tecido, contudo, ela deixa de ser resistente ao fogo.
O algodão e o nailon se queimam facilmente, mas podem ser tratados com produtos químicos para torná-los mais resistentes ao fogo.

Os tecidos de fibra de vidro e algumas outras fibras artificiais são resistentes ao fogo, mas algumas vezes são misturados ou tratados com acabamentos que os tornam menos resistentes ao fogo.

Postar um comentário