quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

O que é a ISO 16001 e SA 8000?

O que é a ISO 16001 e SA 8000?
As normas de Responsabilidade Social ISO 16001 e a SA 8000 são normas voluntárias. Neste sentido, organizações de todos os tipos estão cada vez mais preocupadas e atingir e demonstrar desempenhos ambientais, econômicos e sociais adequados, controlando impactos de suas relações, processos, produtos e serviços na sociedade, de forma consistente com sua política e com seus objetivos de responsabilidade social.
O conceito de responsabilidade social é freqüente associado à concepção de "Desenvolvimento Sustentável" desenvolvido pela Comissão Brundtland e aceito pela conferencia da ONU - Rio de Janeiro , 1992. Muitas das atividades associadas com a responsabilidade social refletem as três dimensões as sustentabilidade - econômica, ambiental e social - conceitos descritos como sustentabilidade.

Quem pode se beneficiar com a ISO 16001 e SA 8000?
Quaisquer empresas que queiram voluntariamente. Atualmente no mundo inteiro, empresas e países estão impondo que seus fornecedores, que mantenham práticas responsáveis e eticamente corretas.
Esta Norma é aplicável a qualquer organização que deseja:
  1. Implantar, manter e aprimorar um sistema da gestão da responsabilidade social;
  2. Assegurar-se de sua conformidade com a legislação aplicável e com a sua política da responsabilidade social;
  3. Apoiar o engajamento efetivo das partes interessadas;
  4. Demonstrar conformidade com esta Norma ao:
  • Realizar uma auto-avaliação e emitir autodeclaração da conformidade com esta Norma;
  • Buscar confirmação de sua conformidade por partes que possuam interesse na organização;
  • Buscar confirmação da sua autodeclaração por uma parte externa à organização; ou
  • Buscar certificação do seu sistema da gestão da responsabilidade social da organização externa.

Quais são os benefícios da ISO 16001 e SA 8000?
Vários são os benefícios da ISO 16001 e SA 8000, entre elas estão:
  • Fortalecer a imagem da empresa e a participação no mercado;
  • Maior controle das relações com a comunidade e sociedade;
  • Satisfazer os critérios dos investidores e melhorar o acesso ao capital;
  • Assegurar às partes interessadas o comprometimento com uma gestão social demonstrável;
  • Melhorar o relacionamento com todas as partes interessadas (clientes, acionistas, ONG's, fornecedores, governo e funcionários);
  • Promoção do desenvolvimento sustentável; e
  • Transparência das suas atividades.
Postar um comentário