terça-feira, 30 de março de 2010

Use os martelos com segurança

O martelo, provavelmente, é a primeira ferramenta que todos nós aprendemos a usar.
Porém, infelizmente, isto não foi o suficiente para nos tornar especialistas na utilização de martelos com segurança.
Existem muitas piadas a respeito de marteladas no polegar.
Polegares atingidos ainda representam os ferimentos mais comuns provocados pela utilização de martelos e, provavelmente seja o único que preocupa algumas pessoas. Na realidade, existem muitas outras formas de se ferir com um martelo.
Um sujeito que esteja trabalhando numa garagem batendo na lataria de um automóvel com martelo pode ter seu olho atingido par uma lasca de metal enferrujado, deixando-o de molho em casa durante três semanas.
Há um episódio em que um trabalhador de construção civil sofreu uma fratura, quando martelou sua mão, que estava sobre um objeto perto do prego que eles estava pregando.
Um empregado de uma indústria atingiu acidentalmente a manete de uma máquina próxima. Um pedaço de metal se soltou, atingindo-o no olho.
Estes dois acidentes poderiam ter sido evitados se os feridos estivessem usando alguma proteção para os olhos. Em todos os três casos citados, um pouco de consciência em relação à segurança teria tido um grande papel na prevenção dos
ferimentos.
Realmente, você pode tomar vários cuidados de segurança.
Você pode verificar o martelo antes de usá-lo. Verifique o cabo quanto a trincas ou defeitos e certifique-se de que esteja firmemente preso à cabeça metálica. Use sempre o tipo de martelo certo para o trabalho que está fazendo. O uso de martelos errados danificará os materiais e pode causar ferimento.
O uso de proteção para os olhos representa uma outra prática de segurança. Use-a quando estiver usando o martelo para bater em um formão ou em qualquer outro objeto metálico, ou sempre que houver uma chance de voarem lascas.
Segure sempre o martelo firmemente, perto da extremidade do cabo. Quando você segura um martelo perto da cabeça, fica difícil segurar a cabeça na vertical.
Certifique-se de que a face do martelo esteja em paralelo com a superfície a ser martelada. Isto evitará danos nas bordas da cabeça do martelo e também diminuirá a chance de o martelo escapar ou danificar a superfície de trabalho.
O trabalho de martelar requer prática e bom senso. Porém, em geral para martelar em material de fácil penetração, mova seu braço para trás apenas o suficiente para alcançar a força correta. Naturalmente, para uma pancada forte, mova seu braço bem para trás. Em seguida, mova o braço para frente com um movimento rápido e firme.
Estas recomendações parecem elementares. São realmente.
São elementares, mas não é fácil alcançar a maestria neste movimento.
Entretanto, a utilização correta de um martelo não é o único elemento de segurança envolvido. Cuidado e manutenção são igualmente importantes.
Mantenha a face do martelo limpa. Acerte as bordas da cabeça do martelo regularmente para remover bordas salientes.
Não esmerilhe a face, a menos que seja absolutamente necessário. O esmerilhamento pode afetar as características de dureza do metal da cabeça.
A cabeça do metal deve estar sempre bem presa ao cabo.
Se as cunhas se aprestarem frouxas, posicione-as novamente no lugar. Se forem perdidas, substitua-as imediatamente. Não use parafusos ou pregos nas cunhas, porque elas podem sair ou partir o cabo.
Mantenha as garras de martelos afiadas o bastante para agarrar as cabeças de pregos firmemente. Não use as garras como formão e nem como alavancas.
Como todas as ferramentas manuais, os martelos devem ser bem protegidos quando não estiverem sendo usados. Mantenha-os em caixas de ferramentas ou em prateleiras.
Um martelo deixado no chão pode ser danificado e pode fazer alguém tropeçar e cair. Da mesma forma, um martelo deixado numa borda ou bancada pode cair e ferir alguém ou
ser danificado.
Talvez você nunca tenha percebido a existência de tanta coisa envolvendo a segurança com martelos. Mas, gostaria de acrescentar mais uma coisa. Quando você estiver usando um martelo, lembre-se de se preocupar não apenas com sua própria segurança, mas também com a segurança daqueles que estiverem à sua volta.
Postar um comentário