terça-feira, 2 de março de 2010

Içamentos mecânicos e outros equipamentos motorizados

Os guinchos, talhas e lanças são alguns dos equipamentos de içamento que normalmente utilizamos.
O desenvolvimento destes equipamentos envolve muita experiência de campo e testes de engenharia. Quando finalmente são liberados para utilização geral, estes dispositivos serão tão seguros quanto a moderna tecnologia pode nos oferecer;
entretanto, todos eles requerem operação com inteligência e manutenção adequada para permanecer na condição de operação segura.
Devemos verificar esses equipamentos sempre antes de usá-los. Devemos verificar quanto ao abastecimento de combustível, vazamentos de óleo e de fluido hidráulico, mecanismos de embreagens emperrados ou danificados, desgaste anormal, trincas por fadiga e outras condições inseguras. Sempre que você observar uma condição insegura, relate isto e certifique-se de que seja reparado prontamente.
A utilização de guinchos e de outros equipamentos motorizados em nossos trabalhos é uma operação meticulosa.
Mesmo a maioria desses equipamentos sendo simples o bastante para que uma criança possa operá-los, somente uma pessoa habilitada, qualificada e autorizada pode fazê-lo de forma correta e com segurança.
O operador qualificado nunca abusa de seu equipamento.
Ele evita paradas e partidas rápidas, que provocam desgaste excessivo. Ele sempre faz um teste de levantamento para verificar se o gancho ou a amarração está correta e no local certo.
O operador escolhe uma pessoa para os sinais manuais necessários e aceita os sinais somente dessa pessoa indicada e apenas os claramente indicados.
Entretanto, a manutenção das distâncias de afastamento é de responsabilidade do operador. Se ele achar que há motivo para questionar o julgamento da pessoa que está sinalizando, ele mesmo deve verificar estas distâncias antes de continuar.
Ele deve dar atenção particular aos espaçamentos em relação a fios aéreos que poderiam energizar o veículo.
Se qualquer coisa sair errada, o operador deve parar o equipamento e não reiniciar até que o problema tenha sido esclarecido e um novo plano tenha sido desenvolvido.
Quando estamos trabalhando com este equipamento ou deslocando-o, temos que ter a certeza a respeito de todos os cuidados para não danificá-lo. Eis aqui algumas ações em que podem ocorrer danos facilmente:
Quando uma escada em lança é mantida ereta com o veículo movimentando-se de um local para outro. Ela pode ser danificada pelo contato com pontes, galhos de árvores e fios.
Muitos outros exemplos poderiam ser citados, mas todos mostrariam que poucos riscos, se é que existe algum, estão incorporados no projeto destes equipamentos. Os riscos normalmente são decorrentes de abusos e negligência.
Existem várias proteções que devem ser usadas, dependendo do tipo do equipamento. Em alguns casos, estas proteções são parte integrante do equipamento. Por exemplo: certas proteções, que fazem parte dos sistemas hidráulicos, permitem que uma plataforma desça suavemente, em vez de cair abruptamente quando há um vazamento hidráulico.
Os procedimentos de operação segura devem ser sempre utilizados. Por exemplo: quando há uma possibilidade de contato com fio energizado, use luvas de borracha. Este cuidado se aplica não apenas às pessoas que estejam diretamente envolvidas com o trabalho em eletricidade, mas também a todas aquelas que estejam trabalhando próximas de redes elétricas e de equipamentos que possam fazer contato com fios
energizados.
Dentre outros procedimentos de operação segura que sempre devem ser seguidos, indicamos os seguintes: fique afastado de cabos ou redes elétricas; não fique em baixo de cargas suspensas; use cabos de controle para guiar a carga. Provavelmente, você mesmo poderá se lembrar de muitas outras.
Novos equipamentos estão sendo desenvolvidos a cada dia. Entretanto, eles somente serão seguros dependendo do operador. Um bom operador testa continuamente o equipamento com o qual trabalha. Ele descobre suas limitações e nunca o força ou o danifica, exigindo dele mais do que pode fazer. O bom operador - o operador seguro - sabe que equipamentos motorizados são, na realidade, extensões de seus braços.
Postar um comentário